A surpresa Bottas na abertura do Mundial

A Fórmula 1 2019 começou, em parte, como terminou em 2018: com domínio da Mercedes no grid de largada e no resultado final da prova. Porém, entre os pilotos, desta vez o pentacampeão Lewis Hamilton viu o companheiro Valtteri Bottas dar um show na pista e vencer com absoluta facilidade. Uma das vitórias mais tranquilas dos últimos tempos na categoria. Foi uma diferença acima dos 20 segundos, algo raro entre os primeiros colocados nos dias atuais.

E tudo começou logo na largada, quando o finlandês, que largou em segundo, ultrapassou Hamilton e, a partir daí, liderou toda a corrida. Além disso, o inglês trocou de pneu muito cedo, enquanto Bottas parou mais para o meio da prova, o que ajudou a fazer a diferença. E o representante da Finlândia foi só abrindo, com direito a fazer a melhor volta da corrida já no final, levando ainda o ponto extra pelo feito, a grande novidade da temporada 2019 da Fórmula 1.

Pressionado pelos resultados ruins do ano passado, Bottas sabe que precisa fazer uma grande temporada este ano para renovar em 2020. E, se Hamilton não ficar atento, vai ter um concorrente de peso ameaçando a sua hegemonia.

****

Por outro lado, a Ferrari mostrou que, apesar do excelente desempenho na pré-temporada, quando se trata em ritmo de corrida ainda está bem atrás da equipe alemã. A escuderia italiana não conseguiu sequer chegar ao pódio. Fez o quarto lugar com o tetracampeão Sebastian Vettel, deixando o francês Charles Leclerc, estreante na equipe, em quinto. Leclerc, aliás, tinha no final da prova um carro melhor e poderia ter ultrapassado o alemão, mas acabou tirando o pé, provavelmente recebendo alguma orientação dos boxes.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, completou o pódio e mostrou que mais uma vez está forte na temporada e que, se tiver um carro melhor, poderá brigar por títulos em um futuro próximo.

*****

Vale também registrar a estreia do finlandês Kimi Raikkonen na equipe Alfa Romeo, antiga Sauber, após deixar a Ferrari no ano passado. Ele acabou ficando em oitavo lugar, dentro da zona de pontuação. Seu companheiro de equipe, por exemplo, o italiano Antonio Giovinazzi, ficou apenas em 15º lugar.

Agora, a Fórmula 1 retorna no dia 31 de março, no GP de Bahrein.