Buscando com suas garras mais um gol

“Vai, pelo céu do Brasil!
Vai, nesse azul de anil
Águia do Vale voou”


Assim iniciava o hino do São José Esporte Clube, a Águia do Vale. Letra criada em 1978 por Otávio Assis Fonseca Filho, que faleceu nesta segunda-feira, aos 83 anos, mais uma vítima do novo coronavírus.

O hino, que se tornou oficial após um concurso promovido pela antiga Rádio Clube de São José dos Campos, era sempre cantado e entoado nos jogos do São José no estádio Martins Pereira. Agora, certamente, será mais ainda – quando a bola voltar a rolar.

Seu Otávio Assis não é somente um número da Covid-19. Aliás, ninguém é apenas um número. Em um dia triste para o torcedor joseense e, principalmente para os familiares, ele deixa um legado eterno. Um hino que jamais será esquecido e que ganhou força em 1980, ano em que o São José foi campeão da Divisão de Acesso.

O autor do hino joseense era um apaixonado pela música, pelo esporte e sempre será lembrado. Está agora ao lado de figuras eternas ligadas ao clube. Como foi Marião, como foi Alberto Simões, como foi Mario Ottoboni, entre outros.

Fica a nossa homenagem ao seu Otávio e um forte abraço a todos os familiares. Ele certamente deixou muita lembrança boa e, principalmente, muitos amigos e admiradores. Muita força aos familiares neste momento.

Obrigado Otávio Assis Fonseca Filho!

Abaixo, o hino completo do São José

Vai, pelo céu do Brasil,
Vai, nesse azul de anil,
AGUIA DO VALE voou…
Buscando com suas garras mais um gol
(Goooool…!)

Vai, Glorioso esquadrão,
Vai, o grande Campeão
Mostrar a todo Brasil
O que é
A sua forca e garra
Oh! Grande São José

Você sempre será
Orgulho do País
Contigo São José
Me sinto tão feliz
Nasceu para vitorias
És nato campeão
Orgulho da cidade
E de toda Nação

ÁGUIA DO VALE eu sei,
Terás vitórias mil
Irás sobrevoar
Os Campos do Brasil
Não há quem te aguente,
Es forte, es varonil
Campeão do meu Brasil…