Taubaté: bom termômetro para a retomada

Foto: Caíque Toledo

O Taubaté vai entrar em campo nesta quarta-feira, contra o Red Bull (não o Bragantino, mas o de Campinas). Foram cinco meses de espera — destes, quatro sem sequer poder treinar. A volta do futebol no interior é uma total incógnita, já que muitos times perderam jogadores e até mesmo perderam o embalo natural da competição.

Mas, para o Burro da Central, será um importante termômetro para saber em que nível o time vai voltar na Série A-2 do Campeonato Paulista. A boa notícia para os torcedores é que não teve debandada de atletas. O Taubaté perdeu três jogadores — um deles era reserva — e ainda contratou mais um.

Fisicamente, segundo a comissão técnica, o time está bem desde a volta aos trabalho. Resta ver como vai se portar em campo. E o adversário de logo mais luta contra o rebaixamento, é um time formado por atletas de base e que continua existindo apenas por uma questão protocolar.

Se todas as expectativas de cumprirem, o Taubaté vence o jogo e pode até assumir a liderança, já que o São Bernardo, que tem um ponto a frente, encara um sempre complicado clássico regional contra o São Caetano.

Agora, é a hora de ter noção da real situação do Burro da Central após a volta do campeonato. Entendo que o torcedor tem de tudo para ficar otimista.

Além do time ser bom, ainda tem uma diretoria que demonstra dar respaldo. E tem um gerente de futebol, Carlos Arini, acostumado a vencer e que é atuante no dia a dia dos clubes onde trabalha. Com ele, não tem ‘chinelinho’, não tem ‘migué’, não tem ‘corpo mole’. Conhece muito bem o mundo do futebol. Ou joga ou não joga. E quem trabalha com ele sabe que precisa dar 110% de esforço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *