Ao menos a primeira impressão foi boa

Cravar que o São José vai fazer bonito no Campeonato Paulista da Quarta Divisão é muito cedo. Mas, ao menos no primeiro jogo, mostrou potencial.

Na vitória sobre o Guarulhos por 1 a 0, no último sábado, a Águia foi poucas vezes ameaçada pelo adversário. E teve o controle do jogo durante quase todo o tempo.

Um detalhe importante: o time treinou praticamente uma semana junto, portanto, sem tempo de entrosamento. Ainda assim, em campo, nem parecia que tinha pouco tempo de preparação.

Entendo que o grande problema do São José neste primeiro jogo foi no ataque. O time foi ansioso em vários momentos e desperdiçou chances importantes. Mas nada que o técnico Ricardo Costa não possa resolver com uma boa conversa.

O caminho ainda é longo, extremamente longo e difícil. Ao menos, o primeiro passo foi positivo. No sábado, visita o Atlético Mogi, que na estreia levou 3 a 0 do Flamengo, em Guarulhos.

*****

Para um sábado à noite, na última divisão do Estado, os 1.060 pagantes no Martins Pereira pode ser considerado bom. Pela tradição do São José, é pouco. Mas já levou mais público que muitos clubes da Série A-2 deste ano, por exemplo.

O que a diretoria tem que repensar são os jogos sexta-feira à noite. Horário complicado. E no sábado à noite também não é legal. Historicamente, os grandes públicos do da Águia foram no domingo à tarde. Domingo de manhã também seria uma boa.

***************

O outro time da cidade, o Atlético Joseense, também venceu na estreia. Fez 1 a 0 no União, em Mogi das Cruzes e, em um primeiro momento, deixou boa impressão. Mas o grande desafio do Tigre este ano será reconquistar a simpatia da torcida, após quatro anos jogando com o nome de São José dos Campos FC, uma mudança extremamente desnecessária em 2014, e que mais parecia uma provocação ao São José Esporte Clube.

Foto: André Castanhare/São José E.C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *