E segue a emoção na reta final do Brasileirão

O Corinthians ‘perdeu’ o título brasileiro deste ano com a derrota de domingo para a Ponte Preta, em Campinas. Mas, com o empate do Palmeiras em casa contra o Cruzeiro, nesta segunda-feira, os corintianos novamente foram ‘campeões’.

Ao menos, esse é o pensamento de muitos torcedores. Afinal, o Palmeiras poderia reduzir a diferença para três pontos em relação ao rival e acabou ficando cinco atrás.

O resultado foi uma ducha de água fria para o Verdão. E também para o Cruzeiro, que se vencesse ficaria 9 pontos atrás do líder e com chances de título. Agora, ficou bem mais complicado.

O fato é que o clássico do próximo domingo vai ser de vida ou morte para o Palmeiras. Para o Timão, que vive uma crise técnica, um empate contra o rival praticamente tira o Palmeiras da briga. E, se vencer, pode colocar o troféu embaixo do braço e comemorar o hepta.

E, se o Verdão eventualmente vencer o clássico domingo, irá diminuir a diferença para dois pontos e deixar tudo em aberto.

Nesta segunda, o Palmeiras deu azar com aquele gol contra de Juninho logo aos 5min de jogo. E correu riscos de perder para os mineiros em casa. Um time que quer ser campeão, precisava ter ganho de qualquer jeito. As chances ainda existem, mas ficam bem mais difíceis e dependerá de uma grande atuação no clássico.

**************

E, quem acompanha tudo de camarote é o Santos. A derrota para o São Paulo no sábado também foi uma ducha de água frio. Seguiu 6 pontos atrás do Corinthians e ainda demitiu o técnico Levir Culpi.

Agora, com o interino Elano até o fim do ano, torce para que corintianos e palmeirenses fiquem no empate domingo. Um dia antes, recebe o Atlético Mineiro de Oswaldo Oliveira, na Vila Belmiro. Se vencer e o clássico não tiver vitória do Timão, o Peixe entra de novo na briga. E olha que a tabela santista na reta final é mais generosa, ao menos na teoria.

Resta saber se o time de Elano também terá fôlego para chegar.

*************

E, para quem é contra pontos corridos por alegar falta de emoção, é bom começar a rever os conceitos. A rodada do final de semana foi boa e o jogo entre Palmeiras e Cruzeiro foi muito, mas muito mais emocionante do que, por exemplo, os dois jogos da final da Copa do Brasil entre Flamengo e Cruzeiro.

O jogador Keno, do Palmeiras, disputa bola com Murilo, do Cruzeiro EC, durante partida desta segunda-feira. Foto: Agência Palmeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *