É tetra!!! E corre pra galera, Hamilton!

É tetra! Quatro vezes campeão do mundo. Esse é Lewis Hamilton, que neste domingo se torna o maior piloto britânico de todos os tempos na Fórmula 1. Uma conquista mais do que merecida, conquistada no autódromo Hermanos Rodriguez, no México.

O inglês, que estreou na categoria em 2007, venceu o seu primeiro título em 2008, na McLaren (depois de ter sido vice logo no ano de estreia). Depois, teve que superar até alguns atritos familiares com o pai e colocar também a cabeça no lugar dentro da pista, pois estava se atrapalhando com isso.

Voltou a ser campeão em 2014, repetindo a dose em 2015, já na Mercedes. Agora, é tetra em 2017. Definitivamente, um dos grandes nomes de todos os tempos da categoria.

E nem precisou completar o campeonato para ser tetra – ainda restam mais duas etapas até o final da temporada – Brasil e Abu Dhabi.

Aliás, não precisou nem do quinto lugar na prova do México. Com o alemão Sebastian Vettel em quarto, Hamilton ficou em nono – ambos se estranharam na largada e foram parar no final do grid. A vitória na corrida ficou com o jovem Max Verstappen, da Red Bull, a segunda dele no ano.

*************

Além dos números, o que mais chamou a atenção foi a total quebra de protocolo de Lewis Hamilton. Além de levar a bandeira britânica dentro do carro, relembrando os grandes tempo de Ayrton Senna, o maior de todos tempos, após a corrida, ele ainda foi além.

Foi lá para a galera, fez quase uma ‘volta olímpica’ dentro do autódromo – que com as arquibancadas fechando por trás da pista parece mais um estádio de futebol – e pegou até a taça de champanhe que seria servida posteriormente. Ele não se conteve. E ainda recebeu uma mensagem via rádio do amigão Neymar, o craque brasileiro do PSG.

Pode comemorar, Hamilton! Você é campeão com todos os méritos!

Hamilton comemora o título neste domingo. Foto: Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *