Eliminatórias com contornos de dramaticidade

Restam somente mais duas rodadas para o final das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. E, entre os 10 participantes, simplesmente sete deles estão na briga pela classificação. Apenas o Brasil já está garantido, enquanto Bolívia e Venezuela já estão eliminados.

Estes dois últimos, aliás, complicaram a vida de dois favoritos nesta rodada. Os bolivianos venceram o Chile e tiraram a ‘Roja’ da zona de classificação. Aliás, os atuais bicampeões da Copa América correm sério risco de não ir ao Mundial, até porque dos dois jogos que ainda restam o último é simplesmente contra o Brasil, e fora de casa.

Os venezuelanos empataram com a Argentina em pleno estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. O time de Messi e companhia (muito mais Messi do que toda a companhia junta) estaria na repescagem se as eliminatórias terminassem hoje. Na próxima rodada, tem que vencer o embalado Peru, novamente em casa, para não se complicar ainda mais.

Seria catastrófico para futebol argentino ficar de fora da Copa. Messi, o maior jogador do país na atualidade e, na minha opinião, o maior de todos no futebol da Argentina, não mereceria o desgosto de ficar de fora de uma Copa. Seria uma marca negativa muito grande na camisa desse craque que carrega o time nas costas.

Quem se deu bem foi o Uruguai, que venceu o Paraguai fora de casa nesta terça-feira, por 2 a 1, e assumiu a segunda colocação do torneio.

Já o Brasil de Tite assiste tudo de camarote, com a mão no queixo e o cotovelo na janela. Apesar de perder os 100% sob o comando do treinador nas Eliminatórias, ao menos arrancou um empate fora de casa contra o excelente time colombiano. E já está com o primeiro lugar mais do que garantido na disputa. Agora, é o momento de se preparar para o Mundial e ver de longe os adversários sofrerem na reta final.

***

Ainda falando de Copa do Mundo, nesta terça a Coreia do Sul foi a sétima seleção a carimbar o passaporte para o Mundial. Em seguida, a Arábia Saudita garantiu a oitava vaga. Agora, a anfitriã Rússia, o Brasil, Irã, Japão, México e Bélgica já estão garantidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *