Quem tem o Messias, digo, Messi, no time…

Foi um drama. Um sofrimento. Ao melhor estilo dos tangos argentinos. Mas a Argentina está na Copa do Mundo de 2018. Graças a quem? Graças a Deus! Digo, graças a Messi. Ao menos é com essa devoção que os ‘hermanos’ estão tratando o craque e camisa 10 do Barcelona, que na terça-feira simplesmente fez os três gols da vitória sobre o Equador, fora de casa, e que evitou uma tragédia futebolística para os atuais vice-campeões mundiais.

Não seria mesmo justo para o esporte ver uma Copa sem Messi. E sem a Argentina. Mas, se quiser algo no Mundial, eles terão que melhorar muito, pois o time é limitadíssimo. Só Messi realmente se salva.

O competente técnico Jorge Sampaoli teve pouco tempo, apenas quatro jogos, para tentar acertar a casa nas Eliminatórias. Quase que não conseguiu. Mas é o nome ideal neste momento para comandar a Argentina nesta Copa.

E vai ter parrillada sim na Copa da Rússia!

*****

Por outro lado, quem bobeou foi a seleção do Chile. Atual bicampeão da Copa América, vice-campeão da Copa das Confederações e com boas atuações na Copa do Mundo de 2014, vai ficar de fora da festa em 2018. Muito triste para o povo chileno e, para este colunista, que nunca escondeu a simpatia pelo país andino.

De qualquer maneira, eles também marcaram muita bobeira nas Eliminatórias. Houve, talvez, excesso de estrelismo por parte de muitos jogadores durante a campanha. Uma pena muito grande mesmo não vê-los cantando aquele hino sensacional antes das partidas na próxima Copa.

*******

Outra tristeza nestas Eliminatórias, mas na Concacaf, é ver os Estados Unidos fora do Mundial. Algo que não acontecia desde a Copa de 1986, no México. E logo agora que o futebol está crescendo e se profissionalizando na terra do Tio Sam, essa eliminação com derrota amarga para Trinidad e Tobago é um baque gigantesco. Já é difícil conseguir convencer os norte-americanos a gostarem de futebol. E, quando se está conseguindo, o a seleção dá essa bobeada. Melhor para o Panamá, que fez uma merecida festa com a classificação para a Copa.

Photo by Matthias Hangst/Getty Images for Sony

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *